Gestão

Vai montar uma empresa de serigrafia? Confira os equipamentos necessários para iniciar os trabalhos

Quais os equipamentos necessários para começar a fazer trabalhos de serigrafia?  Esta costuma ser a principal dúvida de quem deseja empreender nesta área tão abrangente e cheia de possibilidades.

Embora exista uma estrutura básica, é importante ressaltar que o maquinário a ser utilizado vai depender do volume de produção pretendido e do mercado que o profissional deseja atender. É possível, por exemplo, trabalhar apenas com a impressão de materiais em pequenos formatos, como canecas, camisetas e chaveiros, ou ir mais além.

“No mercado de serigrafia, temos diversos tipos e tamanhos de estamparias. Algumas trabalham especificamente com tecido e tintas à base de água, outras trabalham com materiais planos, como papel e plástico. Cada uma delas utiliza materiais específicos que podem ser de pequeno ou grande porte, com muita ou nenhuma tecnologia aplicada”, explica Ricardo Sutto, da Sutto Serigrafia.

A boa notícia é que, de forma geral, uma empresa de serigrafia não precisa de um espaço muito grande para existir. Confira, a seguir, os equipamentos necessários para começar nessa empreitada.

Mesa ou bancada de impressão

É nesta mesa que você vai fazer os ajustes necessários para que as impressões aconteçam com maior segurança e precisão. Ela precisa ter, ao menos, uma área envidraçada com iluminação embaixo, justamente para que seja possível fazer tais adequações.

O ideal é que a mesa ou bancada tenha um tamanho adequado – algo em torno de 65×55 cm – e seja colocada em um espaço amplo para que não atrapalhe a circulação local.

Garra

São as garras que fixam os quadros nas mesas ou nas pranchetas durante o processo serigráfico. Por isso, é fundamental que elas sejam de alta precisão para que a impressão saia corretamente.

É possível encontrar alguns tipos de garra mais simples e outras mais sofisticadas no mercado. Tudo vai depender do substrato no qual a impressão irá acontecer.

Rodo ou puxador

O rodo é o acessório usado para conduzir a tinta pelo substrato. Ele é confeccionado com um cabo de madeira e uma lâmina de borracha ou poliuretano.

De acordo com o tipo de impressão, esta borracha pode apresentar cortes diferentes. Para impressões de grandes formatos e reticulares, por exemplo, as versões duras são mais indicadas. Já para as impressões em geral, o recomendado é usar as borrachas mais moles.

Além disso, vale a pena lembrar que o rodo não deve ultrapassar o tamanho de 3 a 5 cm de cada lado do desenho a ser impresso.

Secador

Se você está pesquisando sobre equipamentos para serigrafia há um tempo, sabe que as tintas utilizadas nesse tipo de impressão precisam de um tempo maior de secagem em relação a outros processos gráficos.

Por isso, o produto final não pode ser empilhado, e você, portanto, vai precisar de um equipamento especial para armazená-lo enquanto seca. É nesse momento que entra o secador, um dispositivo para proteger as impressões durante a secagem.

Peneira

A peneira deve ser fina o bastante para que seja possível eliminar as crostas endurecidas nas tintas que são guardadas por muito tempo. Isso costuma acontecer, principalmente, com as tintas acrílicas, muito usadas para a serigrafia em tecido.

Espátula

A espátula é usada para misturar e homogeneizar as tintas de forma correta e sem comprometer a sua qualidade.

Outros pontos a se considerar

Além dos equipamentos para serigrafia, é importante considerar a otimização do espaço para dispor os elementos da empresa e já considerar uma ampliação futura para quando o negócio começar a trazer retorno.

Outro ponto importante é que as instalações higiênicas estejam localizadas fora do setor de produção e que o ambiente seja seguro para quem trabalhar no local.

Ricardo ainda destaca que é possível iniciar a oficina ou estamparia terceirizando parte dos serviços com empresas especializadas. “Podemos começar comprando as telas já tensionadas ou, até mesmo, a tela já gravada, focando apenas na parte das impressões”, sugere.

Quer conferir outras dicas para começar o seu negócio no mercado de serigrafia? Continue acompanhando o nosso canal de conteúdo e até a próxima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *